Destino: Colômbia – parte 1

Oi gente, estou de volta depois de longas e deliciosas férias na Colômbia. Hoje vou contar um pouquinho sobre as maravilhas desconhecidas desse país vizinho do Brasil, rico em cultura, flores, frutas e café!

Vou começar falando sobre Bogotá, cidade a qual eu passei 5 dias com amigos conhecendo a cultura local.

No primeiro dia fiquei no Ambar Hotel:

hotel-ambar-bogota-1

Achei ele super bonitinho! O hostel fica bem no centro da cidade, no bairro da Candelária. A cama e o chuveiro eram excelentes! Apesar de ser perto de vários pontos turísticos, de noite, a Candelária não é o bairro mais seguro pra se andar a pé.

candelaria-1

Eu passei o feriado de Páscoa lá, por isso, estava bem cheio. Mas normalmente é mais tranquilo. Andei por toda candelária, passei Praza de Bolívar acima – onde aconteceu o grito da liberdade.

museu-do-ouro-1

Visitei também o Museo del Oro, que mostra os objetos e utensílios dos indígenas que viviam na região, antes da colonização. Tudo lá é de ouro maciço! É lindo! E o Museo Botero, que conta com 123 obras do artista colombiano Fernando Botero e mais 85 obras de artistas internacionais. Botero ficou conhecido por fazer releituras de pessoas, paisagens e objetos em tamanho plus size. Tudo que ele faz é gordo ou tem formas arrendondadas. É bem curioso e o mais engraçado é que ele tirou essa inspiração do gato dele.

museu-botero-1

E como adoro uma feira, não pude deixar de conhecer o Centro Colombiano de Artesanias. Essa é a principal feirinha da cidade para comprar regalos (lembranças). Lá eu encontrei diversos tipos de Wayuus, essas bolsinhas que estão super em alta aqui no Brasil e são caríssimas por sinal. Lá você encontra por volta de 70 a 180 reais, dependendo do modelo. Lembrando que essas bolsinhas são todas feitas á mão.

feira-de-bogota (5)

Um lugar super turístico e imperdível é o Cerro Monserrate. O passeio é parecido com o do Pão de Açúcar no Rio: você pega um teleférico sobre 3152 m e lá em cima tem a vista da cidade toda. Lá você encontra café, restaurantes e uma feirinha de regalos. Acredite se quiser, mas nessa feirinha eu encontrei coisas da metade do preço da feira do centro.

cerro-monserrate (6)

Depois de conhecer a Candelária fui pra Zona T e Zona Rosada. Lá fiquei no Hotel Lago Chico Inn, mas não gostei muito do hotel. O chuveiro não esquentava e em Bogotá, definitivamente você precisa de água quente. Portando o bairro é ótimo! Você encontra vários Shopping Centers, butiques, bares restaurantes. Essa é a área nobre da cidade onde funciona também várias baladinhas. De dia você pode passear no Parque da 93 ou no Virrey. Na rua tem muita fruta e suco! É tudo fresquinho e delicioso! E lá tem verde por tudo, até nos prédios!

zona-rosada-bogota

Indico alguns lugares incríveis para comer e beber:

1- Hamburgueria El Curral:  melhor sanduíche que já comi na vida! Experimentem se forem um dia para Colômbia porque só tem lá. 2- Pizza: Não me recordo o nome, mas existem várias portinhas pela cidade que vendem pedaços de pizzas GIGANTES! E gente é muito bom! 3 – Qué Como – fica na Candelária, os pratos são muito bem servidos e a comida é uma delícia! 4-  Oma e Juan Valdez: são cafeterias maravilhosas com vários tipos de cafés colombianos!

turistren-bogota-1

Minha amiga que morava lá, Alexandra, me indicou um passeio muito legal para conhecer a cidade e que também levava até a a famosa Catedral de Sal: o Turistren. Eu fui e adorei! O passeio só funciona no final de semana, porque eles precisam parar a cidade praticamente para o trem poder passar! Achei incrível! Ele vai até a doce cidadezinha de Zipaquirá e de lá pegamos um ônibus para chegar a Catedral de Sal.

catedral-de-sal-zipaquira

A catedral foi construída a 180 m da superfície, dentro da maior mina salina do mundo. Lá dentro você sente uma sensação de fobia por causa do cheiro do sal, da escuridão e do ar rarefeito, mas quando se depara com o jogo de luzes, as rochas talhadas e os túneis você esquece e fica maravilhado! A catedral é separada por altares que contam a história de cristo desde o nascimento até a ressurreição. Os altares e esculturas foram construídos por mineiros e escultures famosos! É muito interessante e bonito!

mirador-la-calera-mazorca

E para fechar com chave de ouro fomos até o Mirador La Calera comer Mazorca que é um milho graúdo preparado na brasa, tipicamente colombiano.

É isso, espero que tenham gostado! Amanhã tem mais!

Beijos ;**

Anúncios

9 comentários sobre “Destino: Colômbia – parte 1

  1. Pingback: Os Pássaros de Papel de Diane Beltrán | Troca-Troca fashion

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s